segunda-feira, 19 de maio de 2014

eu




Até tento, mas é mais forte
não é você, não é ela/s

Sou eu.


Sou eu que não consigo conviver passivamente,
sou eu que vivo com sombras e medos,
não é você, sou eu.
 
Sou eu que entro no passado, futuro e presente constantemente
Sou eu que viajo junto com os demônios, sou eu que sou atormentada
Não é você, ENTENDA!, sou eu.
Quem atingiu meu coração, fui eu,
e claro, você também.


5 comentários:

  1. Oi, tudo bem? Obrigado pelo comentário lá no meu blogue.

    Estes versos aqui exprimem uma realidade que parece ocorrer às vezes.

    ResponderExcluir
  2. É dificil quando não conseguimos
    sair de uma situação que nos perturba.
    Mas é possivel, acredite Tudo Passa.
    beijos

    ResponderExcluir
  3. exorcizar nossos demônios é fundamental ... viver o hoje é primordial ...

    ResponderExcluir
  4. Muitas vezes o problema é mesmo nosso. Infelizmente.

    ResponderExcluir