sexta-feira, 29 de agosto de 2014

mundo cruel

E às vezes penso que não tenho motivos para ser desequilibrada. Mas quando situações familiares acontecem, é impossível não pensar qual é meu sangue. O que não faltam são crises dentro da minha casa. Crises de todo tipo, mas as psicóticas e as histéricas ganham mais destaque. É absurdo pensar que termino Psicologia em 4 meses dentro de um contexto familiar animalesco. E dói saber que nem com muita psicoterapia,  remédio controlado e força de vontade, eles não vão melhorar com tanta facilidade. A teoria é linda da boca pra fora, mas quando pegamos o cru, a dor e a mente humana são absurdas e impenetráveis.
"Engole esse choro!" escutei da minha mãe (há uns 3 anos) depois de uma briga com minha irmã em pleno surto dela. 

12 comentários:

  1. Esse engole o choro é um clássico, né?!

    Mais do que da teoria à prática ser difícil, eu penso que manter a coerência entre discurso e ações é o grande desafio! Sinceramente, acho que é um pouco injusto essa sua linha de pensamento, você poderá ser psicologa mas não poderá salvar "o mundo das cáries", penso importante saber disso... E talvez justamente por essa vivência que você, que será possível ajudar as pessoas que irão te procurar.

    Se você, que é parte da sua família, já foi capaz de perceber tudo isso que relatou, é sinal que mesmo com toda a crueldade do mundo, a coisa está evoluindo, nem sempre na velocidade ou da forma que gostaríamos, mas está indo.

    Grande abraço viu!

    (Assim, apesar de ser da Computação, eu sou fã da Psicologia... inclusive tenho uns esqueletos de psicólogos no armário (he he he), tão bonitinhos! Mas enfim, reportemos ao fato... Muito legal sua profissão, quisera que todos tivessem a chance de ter contato com a psicologia). ;-)

    ResponderExcluir
  2. aquela velha máxima: casa de ferreiro, espeto de pau.

    mas lidar com os problemas de família e as diferenças é crise pra todo mundo, mesmo nós, que não estamos acabando psicologia.

    ResponderExcluir
  3. Engraçado ler esse teu texto hj,quando acabo de brigar com a minha irmã caçula, q já tem 30 anos, não é nenhuma garotinha(mas parece)-toda familia tem brigas e surtos,conforme-se! Os q dizem que é tudo perfeito,mentem!!!!!

    ResponderExcluir
  4. Olá, Boa noite,...é difícil falar algo sobre, pois cada caso é um caso e por não ter passado por situações, ao menos parecidas, ainda...por isso é verdade verdadeira mesma , entre a teoria e a prática existe uma grande diferença,ainda mais em resoluções de conflitos interpessoais e intra-psíquicos , entre familiares, que são até naturais ...somente, penso que, quando há extremos há que se buscar o ponto de convergência entre o que é preconizado pela teoria e pela prática... é preciso dar espaço para que todos falem e expressem seus pontos de vista...algo tem q ser mudado ou o mundo continuará sendo cruel...
    + sucessos na reta final, Psicologia!
    Obrigado pela visita,bela semana, abraços!

    ResponderExcluir
  5. Namaste!
    O mundo realmente é cruel e só
    podemos amenizar essa crueldade, com muito amor,
    carinho e fé. Tenho como fé eu colocar meus pés e
    Deus colocar o chão. Por coincidência também tenho
    uma irmã exatamente como você falou e o que eu posso fazer
    é somente ela se sentir melhor nesse mundo cruel.
    Um beijo para essa grande psicologa

    ResponderExcluir
  6. Boa Noite querida.
    Tudo que desejo a você é sucesso aós sua formatura
    tenho certeza cumprira muito bem aquilo que se propôs a fazer.
    Aquilo que se passa hoje na sua vida será a grande bagagem
    para seu futuro.
    Quando se tem uma vida toda certinha fica difícil
    ouvir a confusão alheia.
    Deus com certeza te abençoara e essas lagrimas de hoje será benção no seu futuro.
    Uma abençoada semana beijos.
    Evanir.

    ResponderExcluir
  7. Eu sempre olho pra minha família e imagino se grande parte dos meus problemas psicológicos vêm disso. É, acho que sim. Sempre vivi em ambientes caóticos e isso mexe um pouco com a gente, né? Talvez você saiba até melhor que eu sobre isso, porque faz psicologia.
    Espero que você consiga se formar e, principalmente, lidar com essas questões familiares.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  8. "E às vezes penso que não tenho motivos para ser desequilibrada. Mas quando situações familiares acontecem, é impossível não pensar qual é meu sangue." Disse tudo. Que texto incrível hein! ♥
    E espero que você consiga se formar e conseguir lidar com as questões familiares. Um beijão!

    quebrarosilencio.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Eu já passei por coisas como essa, a família sempre nos desequilibra, por mais que sejamos pessoas equilibradas ... algumas coisas sempre nos desatam.

    NEW ERA DAILY
    http://neweradaily.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Acho que todos passam por isso em família, lógico que uns mais que outros, mas seja forte, tudo vai passar!
    Teve um tempo em que eu pensei em sair de casa de tanto problema que via aqui em casa. Sair da faculdade e ir pra casa era quase um tormento, porque eu sabia o que me esperava. Mas graças à Deus passou.
    É preciso muita paciência, amor e conversa.
    Espero que fique tudo bem!

    Beijos <3

    http://queroguardarpmim.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Achei esse post tão corajoso e verdadeiro da sua parte. As vezes queria escreveu alguma coisa tão sincera, mas sei que me arrependeria, e o post estaria fora do ar em 15 minutos.

    "E às vezes penso que não tenho motivos para ser desequilibrada." - Eu também. Odeio quando dizem "sei como é" pra mim, mas eu sei como é.
    O que a sua irmã tem? Já passei uns perrengues com a minha tb.

    ResponderExcluir
  12. Em parte, a razao para eu nao ter feito facul ate hoje foi por conta da minha familia altamente desestruturada... feliz em saber que vc está seguindo adiante firme e forte. A nossa vida tem dessas batalhas mesmo, nao desista, apenas siga adiante e amanha vc estara bem melhor!

    ResponderExcluir