quarta-feira, 2 de abril de 2014

abrigar

Entre teus beijos me afogo Entre teu fogo me aqueço
Entre tuas mãos sou domada Entre teus domínios sou pureza
Entre mim e você há pedidos
e suplicas. Entre nós, não há
mais nada.

6 comentários:

  1. Lindo , fogo, delicia de poema! Obrigado pela visita no meu blog, ja tinha visto vc antes no TPM... fiquei feliz com sua presença to seguindo vc ok!

    ResponderExcluir
  2. Bacana o poema...
    Todos nós necessitamos de um abrigo.

    ResponderExcluir
  3. Lindo poema, uma proximidade indescritível que te protege do resto do mundo. Saudades disso haha

    ResponderExcluir
  4. belas palavras!

    obrigado pela visita ao raileronline. volte sempre!

    ResponderExcluir